No traço dos humoristas da revista, uma crítica social irreverente

Em 30 de outubro de 1985 é lançada a revista “Chiclete com Banana”, dirigida por Angeli, reunindo jovens cartunistas como Glauco e Laerte. A publicação expressava as frustrações de uma geração de artistas que, após anos de repressão, censura e ditadura, via a redemocratização patinar devido à ação de uma elite conservadora, avessa às mudanças de costumes e comportamento – careta, como se dizia então.

A nova geração de humoristas produzia trabalhos irreverentes e críticos, que capturavam e expunham as contradições da época. Surgiram personagens emblemáticos que sintetizavam o espírito contestador daquele momento, como Bob Cuspe, Rê Bordosa, Wood & Stock, Meia Oito e Os Skrotinhos, entre tantos outros. A revista teria apenas 24 edições.

Artigo anteriorFERIADO DE 7 DE SETEMBRO
Próximo artigoO RALHO do DIA
O Portal O Ralho é composto por um grupo de artistas digitais que utiliza a política como fonte de inspiração. Dado o tamanho da bizarrice a política é humor próprio e porque é, em si, uma coisa engraçada. O humor, ao contrário, é uma coisa muito séria. Provo: a política é toda feita de dribles à imprensa, de desmentidos impossíveis, de promessas jamais cumpridas, de ilusão, enfim, enquanto o humor não engana ninguém: ou é engraçado ou não é, está ali no papel em exibição pública, nu e cru. Seríssimo. Por isso, os políticos em geral são bons humoristas enquanto os humoristas sempre foram péssimos políticos. Então o Ralho traz a visão contestadora, humorística e diária da realidade…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui