Ao saber que Guilherme Amado foi o autor da reportagem que revelou os empresários que defendem um golpe, Bolsonaro acusou o jornalista de ser ‘uma fábrica de fake news’

Jair Bolsonaro (PL) se descontrolou ao ser questionado sobre a reportagem do jornalista Guilherme Amado, do Metrópoles, que revelou que empresários bolsonaristas defendem abertamente um golpe de Estado caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seja eleito no pleito de outubro. “Chega de fake news”, disse Bolsonaro em tom alterado, de acordo com o UOL.

 

Irritado, Bolsonaro chegou a alterar a voz com um membro da equipe que integrava a comitiva que o acompanhou na visita que fez, na manhã desta quinta-feira (18), em São José dos Campos (SP). “Ninguém bota a mão em mim aqui”, disparou ao perceber a aproximação.

Em seguida, o atual ocupante do Palácio do Planalto questionou os jornalistas sobre quem eram os empresários que teriam defendido o golpe. Ao saber que Luciano Hang seria um dos integrantes do grupo, ele protestou: “Luciano Hang falando em dar golpe?”. Hang, dono da rede varejista Havan, é considerado um dos empresários mais próximos de Bolsonaro, sendo visto frequentemente ao seu lado em eventos oficiais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui